Grupos de Pesquisa

Grupo de Pesquisa sobre Narrativa, Política e Pensamento Social no Sul Global (NARRAS)

Coordenador: Prof. Mário Henrique Castro (BHU-Sociologia)

O Grupo de Pesquisa em Narrativa, Política e Pensamento Social no Sul Global (NARRAS) almeja compor um espaço de compreensão do pensamento social e das narrativas artísticas, políticas ou institucionais, amparado nos debates sobre a mudança social na modernidade e sobre a modernidade ou dialogando com suas variações de ruptura conceitual (o líquido-moderno, o pós-moderno, o hipermoderno, mas também o colonial, o pós-colonial, o decolonial). O intento principal do Grupo é produzir pesquisas que dimensionem as relações de força e sentido que guiam fazeres e experiências de interpretação da história e do cotidiano. Estão no horizonte tanto as construções do pensamento social, expressões do esforço intelectual em explicar ou pautar o mundo, como também as inúmeras encarnações das narrativas em outros dispositivos culturais do moderno – a arte, a ciência, a imprensa, as falas institucionais e as vozes de resistência. Seus eixos estimulam uma leitura interdisciplinar prática, atravessando os campos da sociologia, da antropologia, da ciência política e de outras disciplinas clássicas para aprimorar metodologias capazes de coletar e pensar narrativas em diferentes contextos de produção e publicação, especialmente no Sul Global.

Linhas de Pesquisa:

  1. Narrativas, cultura e modernidade

Contato: mario.castro@unilab.edu.br

 

Grupo de Pesquisa e Extensão em Segurança Pública, Justiça e Direitos Humanos

Coordenador: Prof. Francisco Thiago Rocha Vasconcelos  (BHU-Sociologia)

Vice-Coordenador: Prof. Antônio Marcelo Cavalcanti Novaes (Agronomia)

Profa. Silviana Fernandes Mariz (BHU-História)

Prof. Antônio Marcos de Sousa Silva  (BHU-Sociologia)

Grupo dedicado a atividades de estudo, pesquisa e extensão sobre graves violações de direitos humanos, criminalidade violenta e conflitos sociais no Ceará, em especial no Maciço de Baturité, e nos países que compõem a lusofonia afro-brasileira. Principais temas de estudo:  graves violações de direitos humanos e democracia, transformações da criminalidade violenta,  políticas públicas de segurança e prevenção da violência, funcionamento do sistema de justiça criminal (policias, judiciário e penitenciárias), violência na escola e história as instituições de controle social e dos saberes científicos sobre violência, crime, punição e segurança pública.

Linhas de Pesquisa:

  1. Segurança Pública, Justiça e Direitos Humanos no Maciço de Baturité
  2. Segurança Pública, Justiça e Direitos Humanos no Espaço Lusófono Afro-Brasileiro
  3. Sociologia histórica do crime, do controle social e da punição
  4. Violências e educação: vulnerabilidades, relações étnico-raciais e mediação de conflitos

Contato: fvasconcelos@unilab.edu.br

 

Grupo Diálogos Urbanos de Extensão e Pesquisas Interdisciplinares

Coordenador: Prof. Eduardo Gomes Machado (BHU – Sociologia)

Prof. Adriano Paulino de Almeida

Prof. Anna Erika Rocha Faustino

Prof. Igor Monteiro Silva (BHU – Sociologia)

Prof. Janaina Campos Lobo (BHU – Sociologia)

Prof. Joana Elisa Röwer (BHU – Sociologia)

O Grupo Diálogos Urbanos visa fortalecer as lutas e ações pelo direito a cidade, estimulando reflexões e práticas em torno da segurança pública, da cultura, da educação e da igualdade de gênero; promover interlocuções e articulações entre agentes acadêmicos, da sociedade civil e política, com valorização, difusão, recriação, apropriação e/ou aplicação de conhecimentos, experiências e práticas que compõem patrimônios culturais variados, relevantes às questões e temas abordados; pautar ética, política e academicamente os temas e as lutas por democracia, pelos direitos humanos e pela oferta, acesso, garantia e usufruto de direitos fundamentais; promover condições e gerar ou induzir capacidades que fortaleçam o protagonismo de agentes da sociedade civil e política, ampliando a democratização no exercício do poder e na formação das decisões políticas, o controle social de sistemas e políticas públicas e o acesso e usufruto de políticas, equipamentos, infraestruturas e serviços implantados ou em implantação. Para tanto, realiza Mesas Redondas, Cursos, Ciclos de Debates, Seminários, Levantamentos de Dados, Visitas Técnicas e Assessorias, articulando-se a uma concepção de extensão que dialoga com os objetivos da Unilab. Ademais, busca efetuar estudos, pesquisas e desenvolvimentos tecnológicos qualificados.

Linhas de pesquisa

  1. Agentes, ações coletivas e lutas na cidade
  2. Educação, Escola e Ensino de Sociologia na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)
  3. Planejamento, democracia e produção social do espaço urbano

Contato: eduardomachado@unilab.edu.br

 

Grupo de pesquisa Cooperação Internacional e tradições de conhecimento – Política, Território e Cultura

Coordenadora: Profª Daniele Ellery Mourão (BHU – Sociologia)

O grupo deverá analisar contextos empíricos ligados a intervenções da cooperação internacional para o desenvolvimento e suas antecessoras ligadas à gestão colonial de territórios e populações, examinando além dos efeitos e reações em nível local, as condições de produção dessas ações onde elas são geradas, seja em órgãos de governo, centros de pesquisa, cursos de formação de administradores e gestores, agências bilaterais, organismos multilaterais ou organizações da sociedades civil, bem como nas diversas situações e espaços de mediação aonde circulam os atores oriundos desses diversos contextos. A descrição e análise antropológica dos discursos e práticas dos agentes localizados nos espaços de contato entre estes universos (suas percepções sociais e propostas de intervenção) e nas estruturas que viabilizaram a sua existência e circulação serão examinados como parte dos processos de conquista de territórios, suas dinâmicas de poder e lutas políticas de enfrentamento e resistência.

Linha de Pesquisa

  1. Produção de conhecimento, situação colonial e gestão da diferença

Contato: ellerymourao@gmail.com

 

Grupo de Pesquisa e Extensão Performarte

Coordenador: Prof. Ricardo Cesar Carvalho Nascimento (BHU – Sociologia)

Prof. Igor Monteiro da Silva (BHU – Sociologia)

Profª  Sophie Gosselin (BHU – Sociologia)

Esta linha de pesquisa tem como foco o estudo das dimensões políticas do corpo – considerando forças de dominação, cooperação, submissão e resistência – nos espaços de criação artística. A análise das representações, práticas, saberes, normas e valores associados ao corpo visa entender melhor as formas institucionais e as mais insidiosas, naturalizadas do poder que marcam as dinâmicas políticas das manifestações artísticas em nossas sociedades. Processos de socialização e criação artística, intervenção de artistas e performers no espaço público, corpos em movimento na construção de uma autoridade artística legítima, mobilizações coletivas e trajetórias individuais de militância relacionada à arte e cultura, políticas públicas, podem constituir objetos desta linha de pesquisa.

Linha de Pesquisa

  1. Corpo, Arte e Poder

Contato: ricardonascimento@unilab.edu.br

 

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS, GÊNERO E EDUCAÇÃO (GERE)

O Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Relações Étnico-Raciais, Gênero e Educação (GERE) pretende agregar discentes dos cursos de Ciências Sociais da UECE e UNILAB interessados em refletir e pesquisar sobre temas relacionados a questão étnico racial e de gênero em espaços de educação formal e não-formal. Inclui-se aqui estudos e interlocuções que dialoguem com as metodologias de ensino, o currículo escolar, as artes, a infância, a adolescência e as juventudes. O grupo faz  parte das atividades dos projetos de pesquisa das professoras coordenadoras, e visa  ampliar um diálogo interinstitucional entre ensino, pesquisa e extensão.

Coordenadoras: Prof.ª Maria Alda de Sousa Alves (UNILAB)

Prof.ª Michely Peres de Andrade (UECE)

contato: aldasousa@unilab.edu.br

 

Ouvindo Música: Música Popular Brasileira e a memória sociocultural do país. O Projeto de Extensão “Ouvindo Música: Música Popular Brasileira e a memória sociocultural do país” procura recuperar questões, características ou tensionamentos de ordem social, cultural e histórica do país pelo prisma da Música Popular Brasileira.

A Música, dado seu poder de alcance e disseminação, tornou-se o mais popular recurso artístico produzido no país, durante todo século XX. Inúmeros momentos históricos da nação encontram seus complementares estéticos em canções de sucesso que, de alguma maneira, condensam características de ordem política, cultural e econômica, mimetizadas em forma de arte.

Como patrimônio imaterial, a canção popular é um recurso rico em formas de exploração. Todavia, suas mensagens são, em maior ou menor medida, cifradas por maneirismos próprios do fazer artístico. Não somente pelo intuito de esconder seu conteúdo do vigia político, mas pelos próprios exercícios criativos que a fazem objeto artístico, a canção popular tanto carrega quanto esconde suas origens sociais e históricas. E é nesse ponto que este projeto deseja atuar.Através da audição da música popular procura-se tanto divulgar quanto pensar a canção enquanto termômetro das relações sociais, culturais, étnicas e políticas do Brasil. Assim, vislumbra-se a promoção de eventos temáticos, saraus públicos, exibição de filmes e documentários relacionados à música, livros e discotecas, de maneira a recuperar o patrimônio da música popular e a partir dele se analisar questões próprias da cultura e da sociedade brasileira.

 

coordenador: prof. lucas souza

contato: lucassouza@unilab.edu.br