Grupo de Pesquisa da Unilab mapeia as áreas e populações mais vulneráveis ao Covid-19 em Redenção/CE

Posted on  by Assecom

O Grupo de Pesquisa e Extensão “Diálogos Urbanos”, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), realizou o mapeamento das áreas e populações mais vulneráveis à proliferação do Covid-19 no município de Redenção/CE.

A ideia é “estimular e fundamentar ações da universidade, da sociedade civil e da sociedade política, buscando evitar e minimizar o espalhamento do novo coronavírus”, explica o coordenador do grupo, Prof. Eduardo Gomes Machado. Além dele, três pesquisadores da Unilab e uma da Universidade Federal do Ceará (UFC) fizeram uma força-tarefa, a partir de dados do último Censo Demográfico do município e de dados primários gerados em atividades de campo realizadas pelo próprio grupo, em 2019 e 2020.

Entre os achados, a pesquisa aponta que são seis as áreas que necessitam de maior atenção no enfrentamento ao vírus: Praça do Obelisco, Alto Cassiano, Centro Comunitário, Boa Fé e Alto da Boa Vista, Centro Principal e Franja Periurbana.

As razões vão desde as regiões com maiores densidades demográficas até aquelas com maior concentração de moradias estudantis. Inclui, também, critérios como maior número de moradores sem abastecimento de rede e água potável, áreas de alta circulação e aglomeração, entre outros. Veja aqui o mapeamento detalhado, com as especificidades de cada local.

A partir do mapeamento, o grupo sugeriu uma série de ações de prevenção e proteção às populações de Redenção, incluindo os estudantes da Unilab. Algumas delas compreendem o monitoramento do acesso aos auxílios governamentais, a adoção de normas de ordenamento nas ruas e nos estabelecimentos, o acesso ao apoio psicológico e a outras formas de apoio da Unilab e a identificação das famílias em situação mais grave. Confira todas as ações recomendadas.

O mapeamento faz parte da pesquisa “Estudantes, Direitos e Territórios Urbanos no Maciço de Baturité: uma experiência de territorialização e democratização na assistência estudantil da Unilab”, que tem apoio da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Unilab (PROPPG) e da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex).

Na manhã desta sexta-feira (17), o coordenador Eduardo Machado concedeu uma entrevista ao programa Café com Democracia, da Rádio Atitude Popular, para apresentar detalhes do mapeamento. Confira aqui

Sobre o “Diálogos Urbanos”

O Grupo de Pesquisa e Extensão Diálogos Urbanos da Unilab tem como objetivo principal fortalecer as lutas e as ações pelo direito à cidade. Para isso, faz uso de cursos, ciclos de debates, seminários, pesquisas, visitas técnicas e assessorias.

O trabalho desenvolvido tem também o intuito de estimular reflexões e práticas em torno da segurança pública, da cultura, da educação e da igualdade de gênero. O grupo busca, ainda, promover interlocuções e articulações entre agentes dentro e fora da universidade, em torno dos vários temas e abordagens trabalhadas.

Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail: dialogos@unilab.edu.br

Acompanhe o Diálogos Urbanos no Instagram e no Facebook.